22.6.17

Resenha | Casada Até Quarta - Catherine Bybee (Noivas da Semana #1)

 Título: Casada Até Quarta
Autor(a): Catherine Bybee| Coleção: Noivas da Semana
Gênero: Literatura Estrangeira - Romance
Páginas: 196| Editora: Verus | Comprar: Compare e Compre
Avaliação:
Sinopse: O contrato de casamento deles previa tudo.. menos se apaixonar.
O primeiro livro da série Noivas da Semana.
Blake Harrison: rico, nobre, charmoso... e precisando de uma esposa até quarta-feira. Para isso, Blake recorre a Sam Elliot, que não é o homem de negócios que ele esperava. Em vez disso, ele encontra Samantha Elliot, linda e exuberante, com a voz mais sexy que ele já ouviu.
Samantha Elliot: dona da agência de casamentos Alliance, ela não está no menu de pretendentes... até Blake lhe oferecer milhões de dólares por um contrato de um ano. Não há nada de indecente na proposta dele, e além disso o dinheiro vai ser muito útil para quitar as contas médicas da família dela. Samantha só precisa disfarçar a atração que sente por seu novo marido e evitar a todo custo a cama dele.
Mas os beijos ardentes de Blake e seu charme inegável se provam muito difíceis de resistir. Era um contrato de casamento que previa tudo... menos se apaixonar. Agora só resta a Samantha proteger seu coração até que o contrato chegue ao fim.
Resenha
Eu tento fugir das séries, mas os lançamentos maravilhosos não colaboram!

Podia ser um livro único, uma duologia, até uma triologiazinha... Mas não, eu tenho que começar outra série gigante. hahahah Bem.... Depois de ler duas séries com mais de doze livros, quem sou eu para reclamar de Noivas da Semana, que possuem sete. 

Chega de enrolação!!!
Você se casaria com um estranho
por 10 milhões de dólares?

Em Casada Até Quarta, primeiro volume da série, vamos conhecer Blake Harrison, que está à procura de uma esposa. Melhor dizendo, NECESSITANDO! Não por simples desejo ou sonho, esse buraco é mais embaixo. Para manter as propriedades e a herança em nome de sua família, bem longe de seu primo invejoso, Blake tem – segundo o testamento que seu arrogante pai deixou antes de partir – que se casar antes dos 36 anos. Por conta disso, ele sente-se obrigado a procurar ajuda Sam Elliot. 


Mas se o cara tinha todo esse charme, educação e cifrões, porque precisa de ajuda?

Primeiro, faltam apenas três dias para seu aniversário de 36 anos. Ou seja, ele tem até quarta para desencalhar-se de vez.

Segundo, ele é um nobre, logo, tem um nome a zelar. Não somente por ele, mas por sua irmã e sua mãe. Ele precisa conseguir alguém de confiança, que não revele que o casamento foi apenas um plano para receber a herança. Afinal, o otário de seu pai não deixou apenas um testamento, mas toda uma equipe de profissionais para garantir que seu filho não se casasse apenas pela herança para depois se separar.


Blake não procura amor, romance, nem nada do tipo. No máximo, uma atração. Então, é por isso que ele recorre a Sam Elliot, para conseguir uma mulher de confiança que esteja disposta a manter um casamento com ele por um ano. E a primeira surpresa já vem no comecinho; Sam não é um homem, como ele imaginou. É uma mulher. Uma mulher sensacional! E mesmo com pouco tempo, Blake se sentiu completamente envolvido na conversa – e na ruiva de cabelos encaracolas à sua frente. Não apenas por sua beleza, mas pela autoconfiança que ela exalava em cada palavra emitida. 
"Ela havia pensado em tudo. Dizer que ele estava impressionado era um eufemismo."
A vida de Samantha Elliot mudou completamente em pouco tempo. Sua família levava uma vida luxuosa até que: Seu pai foi preso; sua mãe suicidou-se; e sua irmã mais nova, ao tentar seguir o mesmo caminho, agora possuiu sérios problemas vasculares cerebrais.

Sam perdeu tudo, exceto a irmã. E faz de tudo para mantê-la bem cuidada, na melhor clínica que pode pagar com o que recebe por meio de sua agencia de casamentos – que atende apenas clientes de alto nível –, a Alliance. Ela até que ganha bastante, mas a maior parte vai para a saúde da irmã. Então, ela vê no seu novo cliente, Blake, uma forma de alavancar seus negócios. Afinal, ele era O DUQUE. O charmoso homem que despertara sua atenção mais do que ela mesma se permitia.

Sabemos que o mesmo aconteceu com o duque... Completamente surpreso – para não dizer maravilhado –, Blake investiga a vida de Sam, assim como ela havia feito, e muito bem, com ele, e descobre sobre sua história recheada de tragédias e, o mais interessante, suas altas despesas com a irmã. Após isso, ele despensa todas as candidatas apresentadas pela proprietária da agência, pois sua esposa estava escolhida. Seria uma super-colaboração mútua, só restava Sam aceitar.
“Enquanto o mundo se calava e Blake murmurava palavras doces, Samantha sabia que estava em apuros. Apaixonar-se por seu marido não fazia parte dos seus planos.”
Eu jurava que Casada Até Quarta era uma romance de época, por conta da capa. Então, antes das cinco páginas eu estava surpresa. “Como assim ele está no trânsito?!?! Em que século é isso?” Só depois que fui perceber minha loucura.

Eu me apaixoneeeei pelo livro! Tem bastante clichê? Sim. Mas isso não faz com que a história seja menos deliciosa. Como sempre digo, não há problema nenhum em uma história ser clichê, desde que seja bem escrita. E foi esse o caso.

Não há tanto foco nos personagens secundários, mas há à ponto de querermos saber mais sobre eles. No entanto, os protagonistas já conquistam o leitor o suficiente para todos eles. Black – para os íntimos (que são nós leitores e Sam) sr. Fofo – é apaixonante e, com o decorrer da leitura, ele encanta ainda mais o leitor; principalmente após algumas atitudes que ele toma no decorrer da história.


Na primeira aparição de Sam eu fiquei tão impressionada quanto Blake. Sua segurança consigo mesma, e também com seu trabalho, me deixou completamente maravilhada. Essa admiração aumentou ainda mais ao saber das coisas pelas quais ela passou na vida; pois mesmo com tudo que aconteceu ela não se acomodou. Esse girl power acaba sendo menos mostrado no passar dos capítulos, ainda assim, ela não deixa de se mostrar uma mulher forte.
“Eu posso lidar com todas as merdas, se você puder.”
O romance é fofo e lindo!! A partir do momento em que percebemos que ambos estão sentindo algo um pelo outro, já começamos a pensar nos nomes de seus netos. (Mentira, que no primeiro encontro dos dois eu já shippei forte! Hahaha) O livro também possuiu uma pitada erótica, mas como não são cenas muitos descritas, mas mais bem humoradas, acredito que não vá desagradar ao público que não curte cenas do tipo.

A escrita da Catherine não demora para se desenvolver e desde a primeira página envolve o leitor. A leitura é rápida, pois, além de não ser longa, flui maravilhosamente bem graças aos personagens bem formados e divertidos, e ao fato do romance encantar o leitor a ponto dele torcer muito pelo casal.


Casada Até Quarta traz uma história que nos encanta em sua simplicidade, nos personagens críveis e com personalidade, na narrativa divertida e envolvente, e, claro, no romance sincero, bonito e completamente apaixonante. Para os amantes de romances leves, mas não menos envolventes e divertidos, essa é uma história para dizer "sim".

Eu não costumo falar sobre os detalhes físicos do livro, mas a Verus, sinceramente, não poderia ter arrasado mais. A capa do livro é maravilhosa, tanto em suas imagens, quanto nas cores. O título é feito em um alto relevo dourado tão lindo! E olha só... As edições dos próximos livros também não deixam nenhum pouco a desejar. São todas perfeitas!
“ – Pronta para se casar? Ela virou a mão para cima e entrelaçou seus dedos nos dele.
– Que seja. Não tinha nada melhor planejado para hoje.”
Resenha | Casada Até Quarta - Catherine Bybee (Noivas da Semana #1)

19.6.17

Resenha | Inversos - Carol Dias (Clichê #2)

 Título: Inversos
Autor(a): Carol Dias | Coleção: Clichê #02
Gênero: Literatura Nacional - Chick-lit, Romance
Páginas: 214 | Editora: Ler Editorial| Comprar: Ler Editorial Amazon
Avaliação:
Sinopse: Como assistente pessoal de Carter Manning, Bruna sabia exatamente o que esperar do cantor: música, mulheres e um pouco de (muita) arrogância. Seria preciso uma interferência do universo para que ele se mostrasse alguém descente. E não é que o universo resolveu agir?!
As pequenas, Sam e Soph, serão a prova final de Carter, para mostrar que mesmo o cara mais idiota, possui algo além de uma camada de egocentrismo.

16.6.17

Resenha | Antologia de contos: Blogueiras.com

Título: Blogueiras.com
Gênero: Literatura Nacional - Contos
Páginas: 200| Comprar: Físico E-book
Avaliação:
Sinopse: Oito histórias. Oito protagonistas. Uma paixão em comum: blogar! Nas páginas desse livro, você conhecerá oito garotas diferentes com um sonho em comum. Seja falando de livros, música, comportamento ou viagem, tudo o que elas querem é compartilhar interesses e fazer novos amigos. No caminho, contudo, elas descobrirão que a blogosfera tem muito mais a oferecer. Embarque com elas nessa aventura e viva o sonho intensamente. Bárbara, Amanda, Mafalda, Valentina, Lilia, Helena, Aline e Clara vão te surpreender.

13.6.17

Resenha | O clã das freiras assassinas: Perdão mortal - Robin Lafevers

Título: Perdão Mortal
Coleção: O Clã das Freiras Assassinas #01 | Autor(a): Robin Lafevers
Gênero: Literatura Estrangeira - Fantasia | Páginas:408
Editora: V&R Brasil | Comprar: Compare e Compre
Sinopse: Por que ser uma ovelha, quando você pode ser o lobo? Ismae Rienne, dezessete anos, escapa da brutalidade de um casamento arranjado no santuário do convento de São Mortain, onde as irmãs ainda servem deuses antigos. Lá ela aprende que o deus da Morte abençoou-a com perigosos dons e um violento destino. Se ela optar por ficar no convento, será treinada como uma assassina e servirá a Morte. Para reclamar sua nova vida, deve destruir a vida de outros. A mais importante atribuição de Ismae leva-a direto para o tribunal superior da Bretanha—onde se encontra terrivelmente sob preparada não só para os jogos mortais de intriga e traição, mas pelas impossíveis escolhas que deve fazer. Como entregar a vingança da Morte em cima de um alvo que, contra sua vontade, roubou seu coração?

12.6.17

Tag: Dias da Semana em Livros

Olá, leitores!
Aaah, como eu amo TAG's...
Hoje trago essa TAG que estava encalhada aqui nos rascunhos, que não me lembro onde encontrei, mas gostei muito e resolvi responder aqui. :) Simplesmente devo escolher um livro para cada dia da semana, levando em conta o que cada dia pede.

DOMINGO: um livro que você não quer que termine ou não quis que terminasse
Três Coisas Sobre Você - Julie Buxbau (Resenha)
Esse livro está entre meus xodos. Ele me encantou muito, por conta de sua leveza principalmente. É também bem fofo e divertido. Mas eu queria mais! Não só por desejo meu, mas acho que ficaria ainda melhor se o final tivesse algumas páginas a mais.
Setecentos e trinta e três dias depois da morte da minha mãe, 45 dias após o meu pai fugir para se encontrar com uma estranha que ele conheceu pela internet, 30 dias depois de a gente se mudar para a Califórnia e apenas sete dias após começar o primeiro ano do ensino médio numa escola nova onde conheço aproximadamente ninguém, chega um e-mail. Deveria ser no mínimo esquisito, uma mensagem anônima aparecer do nada na minha caixa de entrada, assinada com o bizarro nome Alguém Ninguém. Só que nos últimos tempos a minha vida tem estado tão irreconhecível que nada mais parece chocante.

7.6.17

Resenha | Mônica e Enzo e Todos os Dias - Denise Flaibam

Título: Mônica e Enzo e Todos os Dias
Autor(a): Denise Flaibam
Gênero: Literatura Nacional - Comédia Romântica, YA
Páginas: 301| Editora: Indie |Comprar: Amazon (R$2,99)
Avaliação:
Sinopse: Mônica gosta de rotinas. Ela aprendeu a evitar situações desconfortáveis por causa delas. Com dezessete anos, cinco irmãos, um talento nato para a fotografia e uma paixão antiga pelo Enzo, o maravilhoso goleiro do time da escola, Mônica está muito bem, obrigada.Contudo, um mal entendido coloca Mônica como fotógrafa oficial dos jogos, o que significa encontrar com o astro do time de futebol, consequentemente o amor da sua vida (e o fã clube alucinado dele) várias vezes no dia. Passos bem calculados se tornam uma sequência de incidentes inesperados, como encontros nas festas da escola e sorrisos apaixonados. Espera aí... O Enzo, apaixonado por ela?
De repente, Mônica precisa lidar com as reviravoltas da vida adolescente, coisas que até então tinha conseguido evitar. Mônica e Enzo e Todos os Dias é a história de um amor surpreendente e cheio de possibilidades. Será que a Mônica vai conseguir fugir dos seus medos para viver esse primeiro amor?

5.6.17

Lançamentos da Editora Arqueiro - Junho/2017

Ooooi! Vamos aos lançamentos desse mês da editora Arqueiro. Em Junho teremos  Dani Atkins, Harlan Coben, Loretta Chase e mais. 

Nossa Música - Dani Atkins
Ally e Charlotte poderiam ter sido grandes amigas se David nunca tivesse entrado em suas vidas. Mas ele entrou e, depois de ser o primeiro grande amor (e também a primeira grande desilusão) de Ally, casou-se com Charlotte. Oito anos depois do último encontro, o que Ally menos deseja é rever o ex e sua bela esposa. Porém, o destino tem planos diferentes e, ao longo de uma noite decisiva, as duas mulheres se reencontram na sala de espera de um hospital, temendo pela vida de seus maridos. Diante de incertezas que achavam ter vencido, elas precisarão repensar antigas decisões e superar o passado para salvar aqueles que amam. Com a delicadeza tão presente em seus livros, Dani Atkins mais uma vez nos traz uma história de emoções à flor da pele, um drama familiar comovente que não deixará nenhum leitor indiferente.

4.6.17

Escritor escreve livro infantil sobre criança transgênero

Lançado no mês de abril, “O Espelho de João”, abordando o tema identidade de gênero de uma maneira simplista, trás a história de uma criança que nasceu garoto, mas que se enxerga como uma menina ao se olhar no espelho e precisa de ajuda para entender a sua identidade.

A transexualidade é um assunto que, por conta do tradicionalismo do brasileiro e receio de muitos pais, ainda não é amplamente discutido com crianças e adolescentes. Pensando nisso, o escritor e jornalista itaquaquecetubense Ramon de Souza, autor dos livros “Rato Urbano” (2011) e “Meus preciosos contos tristes” (2017), escreveu um livro infantil que conta a história de uma criança transgênero.

Batizada de “O Espelho de João”, a obra possui apenas vinte páginas e é recheada de ilustrações de domínio público para prender a atenção dos baixinhos. A história narra o cotidiano conturbado de João, um garoto que não sabe o que fazer após perceber que, ao se ver no espelho, ele enxerga a si mesmo em uma versão feminina. O personagem enfrenta dificuldades sociais e represálias de amigos até encontrar o aliado que finalmente o ajudará a entender e aceitar sua identidade de gênero.
“Por mais que o livro pareça excessivamente polêmico, acredito que é muito importante incluir a transexualidade na literatura infantil. Falar sobre gênero com crianças, diferente do que muitos pensam, não tem nada a ver com sexualizá-las. Quanto mais cedo o indivíduo aprender que o transgênero é algo comum e natural, maiores são as chances dele se tornar um adulto que respeite as diferenças e contribua para uma sociedade mais igualitária.”

Design e Desenvolvimento por: Adorável Design