19.6.17

Resenha | Inversos - Carol Dias (Clichê #2)

 Título: Inversos
Autor(a): Carol Dias | Coleção: Clichê #02
Gênero: Literatura Nacional - Chick-lit, Romance
Páginas: 214 | Editora: Ler Editorial| Comprar: Ler Editorial Amazon
Avaliação:
Sinopse: Como assistente pessoal de Carter Manning, Bruna sabia exatamente o que esperar do cantor: música, mulheres e um pouco de (muita) arrogância. Seria preciso uma interferência do universo para que ele se mostrasse alguém descente. E não é que o universo resolveu agir?!
As pequenas, Sam e Soph, serão a prova final de Carter, para mostrar que mesmo o cara mais idiota, possui algo além de uma camada de egocentrismo.
Resenha
Em Clichê acompanhamos a linda e divertidíssima história de Killian Manning e Marina Duarte, em Inversos, segundo livro da série, iremos conhecer Bruna Campello e Carter Manning – que é completamente o oposto do irmão. E vimos um pouco disso já em Clichê... Enquanto Killian é um cara maduro, responsável e maravilhoso, Carter é um babaca! Ou melhor: era. Mas vamos com calma. Haha 

Bruna Campello trabalha como assistente pessoal do famosíssimo músico, compositor e produtor Carter Manning e, apesar de seu chefe ser um idiota na maior parte do tempo, ela ama seu emprego. Carter é um astro da musica pop e, como não consegue manter o zíper fechado, se aproveita de seu nome e charme para "ter todas", o que não lhe exige muito esforço, já que é comparado ao Justin Timberlake, não só em termos musicais mas também no quesito beleza. Inclusive, claro, isso acaba fazendo com que sua asssistente desenvolva uma quedinha por ele. Em defesa da Bruna, milhões de garotas sentem o mesmo por ele. Porém, ainda que tenha essa quedinha pelo cantor, ela não da mole. Por isso, eles mantêm apenas o relacionamento profissional e a amizade.

Não é difícil trabalhar com Carter, até porque, após anos trabalhando com ele, Bruna o conhece melhor do que ele mesmo. O que não diminui seu estresse ao ter sempre que ficar o procurando após os shows em algum banheiro ou dentro de qualquer local com paredes, onde sempre o encontra com alguma mulher. É após mais uma dessas situações que um pensamento se fixa em sua mente: o dia em que alguma dessas garotas aparecer na porta da casa dele.

No dia seguinte... Carter Gato Manning sai todo pleno para uma corrida matinal, quando encontra duas garotinhas em sua porta, dizendo que estavam à espera do pai, Carter Manning. 

A equipe de Carter surta, claro. Um quer chamar a polícia para denunciar o abandono de incapaz, outra já planeja conseguir um exame de paternidade falso... Mas Carter toma a atitude mais madura que já teve na vida, se não a primeira, provavelmente. 
“Eu posso ser um irresponsável do caramba, mas tenho consciência. Assumo o que faço, não sou um garotinho de dezoito anos. [...] Essas meninas são minha responsabilidade.”
A partir daí, não só a vida do recém-descoberto-papai, mas também a de sua amiga e assistente pessoal, começam a virar de ponta a cabeça. Contudo, o sr. Babaca Manning não vai se tornar o Pai do Ano assim, de uma hora para outra... Para isso, antes ele terá que aprender ser responsável e enxergar sua vida, agora com dois serumaninhos nela, com outros olhos. E Bruna o ajudará nessa. Eles enfrentarão barreiras, mas que servirão para mostrar um lado deles que o outro não conhecia.

Sam e Soph iram transformar esses dois!

“A ideia de ter um relacionamento com alguém, Delilah, envolve um compromisso que não acaba de uma hora para outra.”

Eu estava bem ansiosa para realizar essa leitura, afinal, o badboy chamou minha atenção no livro anterior, e, apesar de ter se mostrado um babaca, já previa que, com alguns ajustes, Carter se tornaria “apaixonável”. Dito e feito! Apesar de ter me estressado, não tem como terminar a leitura sem amá-lo. Desde o início, Carter encanta, porém, suas canalhices acabam estragando o sentimento. Mas quando a babaquice sai de cena, deixando apenas o carinho, humor e charme dele, aaaaaah...manas do céu!
“Esse sentimento estranho, que Carter e eu compartilhamos, mas que nos recusávamos a nomear. O estar apaixonados que não queríamos admitir. O cuidado extra que tínhamos um com o outro. É sentir-se em casa apenas quando estamos juntos, seja em que cidade ou país estivermos.”
Algo que gostei bastante no livro, foi o fato da Carol não ter colocado o motivo da mudança de Carter como sendo apenas a protagonista feminina, mas sim a perda, a consciência e, sobretudo, as suas filhas. Ela foram o principal motivo dessa mudança, ou melhor, evolução.
“Aqui jaz a menina Bruna. Amada filha e irmã, assistente de Carter Manning. Causa da morte? Não aguentou cenas fofinhas protagonizadas pelo chefe e suas duas filhas.”
A Bruna me agradou bastante. Ela é uma mulher forte, trabalhadora, dedicada, independente e, apesar de ser bondosa, não é trouxa. Mais para frente ela nos prova isso. Haha E as crianças... Ah!!! São as coisinhas mais fofas da história. Em Clichê em me derreti toda com as crianças, mas Sam e Soph me transformaram em água. Amor e fofura não faltam em Inversos, começando por como Carter chama Bruna: Pipoca e pelas meninas chamando Carter de papai.


O livro está lindo, por dentro e por fora. A escrita da Carol é uma das mais bem-humoradas e contemporâneas que conheço. Li o livro em dois dias, mas facilmente é possível concluir em um dia, já que a leitura flui maravilhosamente bem e é mais que envolvente. A autora também faz uso dos memes no nosso país, rei dos memes, já que Bruna é brasileira, o que fez com que eu amasse ainda mais a narrativa e me identificasse com a personagem. Não foi um meme esse, mas quando li a Bruna falando “Mano do céu” eu faltei gritar “Posso ficar com você no recreio???!”.
“Só que, na vida real, nisso ídolo é igual qualquer outro cara. Com dias bons e ruins. Com bafo de manhã e “cecê” depois do show.”
Algumas coisinhas foram um pouco superficiais em minha opinião(não em relação ao casal), mais nada muito notável, ou que possa estragar a leitura. Inversos é um livro que indico para todos os leitores que curtem o gênero e que gostam de leituras leves e divertidas.  Apesar de ser o segundo dos livros, ele pode ser lido independentemente, fora de ordem, ou como preferir, já que trata-se da história de outro casal.
“Você olha suas filhas brincando e colocara em perspectiva tudo o que tem feito com as mulheres, e pensa que não ia querer que um homem como você perto delas. E lembra que todas as mulheres que comeu são filhas que alguém. [...]Mais algumas coisas acontecem na sua vida e pronto: você deixa de ser um babaca. Ou tenta deixa de ser.”
Inversos é um amor de livro, vai te arrancar muuuuitas risadas e muitos "awns"!

Me despeço gritando para vocês esse hino: MANNPELLO IS REAAAL!

27 comentários

  1. Eu ainda não conhecia esse livro, só o primeiro. Gostei da sua resenha e de poder conhecer mais sobre a trama. Acho que é uma leitura que me agradaria e fiquei curiosa para ler.

    ResponderExcluir
  2. Olá gostei da dica a resenha ficou muito bem escrita, fiquei interessada nos livros, um beijo!

    ResponderExcluir
  3. Muito legal a ideia da coleção em brincar com a temática clichê. Sabemos bem que quando o enredo é bem escrito, com personagens que nos conquistam é sempre um prazer mergulhar em leituras como essa. Como eu gosto sempre de variar os estilos literários, essa é uma boa dica. A resenha está perfeita.

    *☆* Atraentemente *☆*

    ResponderExcluir
  4. Não conhecia ainda a autora ou a obra.
    Gosto bastante de chick-lit, mas ando evitando livros com continuações.
    Eu to presa em tipo, 3 sagas e 2 trilogias!!! Estou quase enlouquecendo!! huauhauha
    A história parece ser bem legal, vou anotar a dica para uma futura leitura!
    Parabéns pela resenha e obrigado pela dica!
    beijinhos!

    #Ana Souza
    https://literakaos.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amo o gênero! haha Mas não se preocupe quanto ao fato de ser um segundo volume, pois a história é independente. :)

      Excluir
  5. Olá, Catrine!

    Que história mais emocionante é essa, minha amiga? Fiquei segurando o fôlego enquanto lia sua resenha, que está ótima. Lindas fotos e a apresentação do enredo feito de uma forma muito despojada, amei! Eu gosto desses romances meio clichês, eles são muito bons para a gente sonhar e deixar a cabeça relaxada. Já está anotado! Abração,
    Drica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! haha
      Realmente são ótimos para relaxar. <3

      Excluir
  6. OI, Catrine
    Li o livro e gostei, mas foi uma leitura mediana. Também gostei da mudança do mocinho ter relação com as filhas e não somente com a mocinha. Mas sei lá, o casal não me convenceu muito. Ele mudou muito rápido, sei lá rs MAs adorei a protagonista.

    Livros, vamos devorá-los

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena que o casal não te conquistou tanto, Letícia. :( Também amei a Bruna. haha

      Excluir
  7. Oi Catrine.

    Sua resenha mostrou que o livro é bem divertido, assim como o primeiro. Eu tenho um bom tempo que não leio Chick-lit.Vou adicionar ele juntamente com o primeiro na lista de desejados porque estou com muita vontade de lê-lo.Parabéns pela resenha.

    Bjos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é bastante divertido! haha Anota mesmo, Kênia. Vale a pena! E obrigada <3

      Excluir
  8. Oi, tudo bem?
    Não conhecia o livro e nem a autora, mas parece ser interessante já que vc elogiou bastante. A sinopse eu gostei, sua resenha me deixou curiosa. Dica anotadinha e parabéns pela resenha!
    http://colecionandoromances.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou, Sophia! <3 Anota mesmo, e obrigada!

      Excluir
  9. Ai que gracinha, eu conhecia o primeiro livro mas confesso que não sabia que está era uma continuação, porém fiquei curiosa pela história dos dois. Quero os dois na minha estante agora, adorei mesmo, parabéns pela belíssima resenha.

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São umas gracinhas ambos, Karine! <3 Espero que tenha a oportunidade de lê-los e que goste. Obrigada!

      Excluir
  10. Heiii, tudo bem?
    Eu amoooo livros chick-lit.
    Acho que a medida ideal para bom humor e um romance desses bem gostosos.
    Ainda nao conhecia o livro "Inversos" e achei mto bom os pontos que ressalto.
    Acho que vou gostar do livro como vc, amo romances e esse parece que vai me ganhar facil.
    A capa é linda ne?!
    Beijos.

    Livros e SushiFacebookInstagramTwitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também amo! haha Ainda mais quando são divertidos e fofos. <3
      Não tenho dúvidas que vai mesmo gostar, Suzzy. O livro é um amor!
      Realmente, é lindaaaa! haha

      Excluir
  11. Oi, Catrine!
    Uma colega falou sobre esse livro e fiquei bem curiosa.
    Um romance bem fofo e leve! Adoro personagens femininas fortes. Bruna irá me agradar com certeza. ^^
    Obrigada pela dica!
    Beijão!
    http://www.lagarota.com.br/
    http://www.asmeninasqueleemlivros.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Bruna é maravilhosa! haha Aposto que ela irá te conquistar. :)

      Excluir
  12. Oi Catrine.
    Que bom que você gostou do segundo livro.
    Acho que ele tem tudo para eu gostar também, por conta da pegada mais humorística e da narrativa ser fluída e envolvente.
    Espero poder ler os dois livros logo.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  13. Clichê é um livro que tenho muita vontade de ler, e Inversos também <3 Adoro romances assim, com altas doses de diversão, então acredito que irei amar essas leituras <3 Adorei a resenha!
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Que livro bonitinho, Catrine!
    Adorei a história leve e intensa que ele possui
    O que eu mais gostei foi a forma realista da escrita da autora.
    Adorei os quotes e sua resenha, como sempre!
    Beijinhos!

    Eliziane Dias

    ResponderExcluir

Muito obrigada pela visita, espero que tenha gostado!
Opiniões, sugestões, críticas... fiquem a vontade.❤❤

Design por: Adorável Design

Adaptação por: Estante Mineira