1.8.17

Resenha | Ao Seu Encontro - Abbi Glines (Rosemary Beach #11)

 Título: Ao Seu Encontro
Autor(a): Abbi Glines | Coleção: Rosemary Beach #11
Gênero: Literatura Estrangeira- New Adult, Romance
Páginas: 224| Editora: Editora Arqueiro Comprar:
Avaliação:
Sinopse: Há apenas alguns meses, um encontro inesperado numa casa em Rosemary Beach se transformou num romance de conto de fadas. Agora Reese está prestes a ir morar com Mase na fazenda dele, no Texas. Com o apoio e o amor da família do namorado e a recente descoberta de que ela mesma tem uma família com a qual contar, Reese pode enfim superar os horrores do passado e se concentrar no futuro promissor que a aguarda.
No entanto, no que depender de Aida, isso não vai acontecer. A beldade loura e Mase foram criados como primos, mas logo fica claro para Reese que o amor da jovem por ele está muito longe do que se deveria ter por um parente.
Ao mesmo tempo que Reese tenta entender a relação dos dois e não se sentir ameaçada, entra em cena Capitão, um estranho que parece estar, convenientemente, em todos os lugares que ela frequenta. Bonito, sensual, misterioso e dono de uma franqueza desconcertante, ele não tem medo de dizer o que pensa de Mase - nem como se sente a respeito de Reese.
Enquanto a competição pelo coração de Mase e de Reese esquenta cada vez mais, algumas perguntas em relação ao passado dela começam a ser enfim respondidas, revelando verdades chocantes que vão mudar para sempre a vida do casal.
Em Ao Seu Encontro, Abbi Glines conclui a história que começou em À Sua Espera. Com a escrita romântica e voluptuosa que a consagrou, ela constrói mais uma narrativa envolvente, com personagens que vão mexer com as nossas emoções até o final.
Resenha
Com o imenso apoio de Mase, Reese se tornou uma mulher confiante e com horizontes ainda mais amplos. A garota que acreditava quando diziam que ela era burra não existe mais, pois, graças a sua força de vontade e a Mase, ela ultrapassou muitas barreiras e vem lutando diariamente contra a dislexia.
“Antes de Reese, eu não sabia que o mundo podia ser cheio de sonhos. Que era possível acordar todo dia empolgado por respirar. Que um sorriso da pessoa amada pode fazer alguém se sentir uma criança de novo. O amor dela vale... vale isso tudo. Viver com medo do amor não é viver.”
Não restavam dúvidas do amor que eles sentiam um pelo outro, e também não havia nada que prendesse Reese em Rosemary Beach. Então, porque não morarem juntos? Dito e feito. Reese foi morar com Mase, no racho que ele tinha com sua família no Texaaaas. <3 Até aí, tudo perfeito. Mas o universo, acreditando que eles não haviam lutado o suficiente, provavelmente, acaba colocando mais alguns obstáculos para atrapalhar o romance. A começar pela prima mimada de Mase, que tem uma queda – melhor dizendo, um precipício – pelo primo, e não mede esforço para dar em cima dele. Além de não aceitar o fato de Mase estar com alguém, ela quer ser a dona do tempo e toda atenção do rapaz, que, para sua insatisfação, é totalmente de Reese. Já Reese, com o enorme coração somado a inexperiência com relacionamentos amorosos, não sabe o que a prima do namorado realmente quer e prefere ser agradável.

Por outro lado, Mase não parece conseguir esconder seus ciúmes e, com certeza, não se preocupa em ser agradável com Capitão – Sim, o irmão de Blaire –, quando ele começa a se aproximar demais de Reese.

Eles imaginaram que seria fácil. Mas a relação acaba revelando pontos que ainda não haviam se mostrado, e a insegurança começa a surgir, provando que a confiança, assim como o amor, é essencial.
 ________________________________________________________
O amor com que Mase ajudou Reese com a dislexia – não só contratando um profissional, como também a incentivando sempre com a alfabetização – e o fato de Reese, apesar de tudo que ela havia passado, não ter desistido de crescer e ver o mundo com outros olhos, fez com que eu me apaixonei completamente pelo casal.

Apesar de tudo, confesso que eles conseguiram me irritaram em Ao seu Encontro. Entendo o “instinto” de proteção que Mase tem quando se trata de Reese, principalmente por saber que vestígios de seu passado ainda estavam em sua mente. Porém, era superproteção demais para meu gosto... Ao meu ver, Capitão se mostrava simplesmente como um amigo para Reese, mas o outro (Mase) já vinha querendo matar cara. Algo que acabou me incomodando também foi que Reese parecia querer se afastar de Capitão apenas por Mase e seu ciúme, apesar de parecer que nem mesmo ela via isso dessa forma.

Contudo, levando em consideração tanto o passado quanto a atual realidade dos dois, a irritação não chega a desanimar muito o leitor em relação à eles. E, apesar de eu ter destacado os pontos negativos em relação aos dois nessa resenha, seus pontos positivos ainda mantém-se. Mase é carinhoso, divertido e apaixonante. Reese também é um doce; daquelas personagens que desejamos como amigas. 
“Ela riu novamente, tornando tudo na minha vida perfeito. Ela é o que eu estava esperando.”
Quanto a escrita da Abbi... Ah! Fica até repetitivo comparando-se as outras resenhas da série, mas não tenho culpa se e a Abbi Glines nuuunca me desaponta nesse quesito. Sempre muito envolvente, a ponto de o leitor não querer abandonar o livro antes de finalizar a leitura. 

Outro ponto nunca me canso de ressaltar é o quanto me emociona revisitar os personagens anteriores, das outras sub-séries. Ver como eles estão, acompanhar o crescimento das crianças, sentir o orgulho do quanto eles amadureceram, se tornaram responsáveis, mas sem deixar de serem divertidos e sempre unidos.... É tão lindo!

Nenhum comentário

Postar um comentário

Muito obrigada pela visita, espero que tenha gostado!
Opiniões, sugestões, críticas... fiquem a vontade.❤❤

Design e Desenvolvimento por: Adorável Design